O discurso emotivamente neutro

Que palavras emotivas devo usar para procurar informação?

O uso expressivo da linguagem é tão legítimo quanto informativo. Há dois tipos de linguagens: a linguagem emotiva e a não-emotiva ou neutra. Há casos em que a linguagem emocional, é mais preferível do que uma linguagem neutra e a outros em que a linguagem neutra é preferível à linguagem emotivamente colorida.
Na averiguação de fatos, as paixões tendem a obscurecer a razão, desviando do nosso propósito, tornando-nos pessoas frustradas.

1941701468_8c59eb89a2.jpg

William James, no seu ensaio “The Dilema of Determinism”, explicou o seu “desejo de livrar-se da palavra “liberdade”, argumentando que “as suas associações encomiásticas ofuscaram todo o resto do seu significado”“.
Roper, em seu livro “The Proper Study of Markind” dá um exemplo de como uma palavra agitadora de emoções afeta as opiniões das pessoas.
Se estamos interessados em investigar a verdade ou falsidades literais de um ponto de vista e em descobrir as suas implicações lógicas, nossa tarefa será mais fácil se transferir-mos qualquer formulação altamente emotiva sobre esse ponto de vista para uma descrição tão neutra quanto possível.

A linguagem emotiva não é má em si mesma, mas, quando o que se procura é uma informação, será conveniente escolher palavras cujos significados emotivos não nos distraiam e não nos impeçam de considerar com êxito o que descrevem.

Texto extraído do livro: Introdução à Lógica
Autor: Irving M. Copi
Para adiquirir o livro Introdução à Lógica acesse o site:
Introdução à Lógica

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License